Cadastrar a mesma chave Pix em dois bancos – É possível? Veja aqui

Ao contrário do que muitos podem pensar, não é possível cadastrar a mesma chave Pix em dois bancos diferentes. Isso acontece por determinações do Banco Central, como:

  • Cada chave é única e não pode ser utilizada em dois locais
  • Ativação da portabilidade de chave caso tente cadastrá-la em outro lugar

Neste artigo, iremos explorar em detalhes o que acontece se tentar cadastrar a mesma chave Pix em dois bancosquantas chaves um usuário pode ter, quais delas são consideradas mais seguras e muito mais. Continue lendo para descobrir tudo!

O que acontece se eu cadastrar a mesma chave Pix em dois bancos?

O que acontece se eu cadastrar a mesma chave Pix em dois bancos?

Quem sabe o que é Pix, entende que é impossível cadastrar a mesma chave Pix em dois bancos. Como explica Aristides Cavalcante Neto, Chefe do Escritório de Segurança Cibernética e Inovação Tecnológica do Banco Central:

Para garantir a integridade e segurança do sistema Pix, não é possível ter duas chaves Pix em uma mesma conta, pois isso poderia causar conflitos e comprometer a eficiência das transações

Se você tentar realizar essa ação, o que de fato vai ocorrer é a ativação da portabilidade de chave.

Portabilidade de chave Pix é um processo que permite a transferência de uma chave já cadastrada em uma instituição financeira para outra. Isso significa que, se você decidir mudar de banco e quiser manter o mesmo identificador, é possível transferi-lo para a nova instituição sem grandes complicações.

Esse é um processo implementado pelo Banco Central com o objetivo de evitar que um mesmo usuário cadastre a mesma chave em duas instituições diferentes, o que poderia causar uma pane no sistema. Portanto, a portabilidade assegura que cada chave Pix seja única e vinculada a apenas uma conta.

Na prática, o processo de portabilidade é feito de forma semi-automática. Basta tentar cadastrar uma chave Pix que já está registrada em outra conta para que o processo de portabilidade seja acionado.

Em seguida, uma notificação será enviada ao banco original pedindo a confirmação da transferência da chave. Depois que a confirmação for feita, a chave será efetivamente transferida para a nova instituição. Vale destacar que a mudança geralmente é concluída em até 7 dias.

Por que não pode cadastrar a mesma chave Pix em dois bancos?

Por que não pode cadastrar a mesma chave Pix em dois bancos?

Há uma razão muito clara para não ser possível cadastrar a mesma chave Pix em dois bancos: essa é uma exigência determinada desde a criação do sistema na Resolução BCB nº 1, de 12 de agosto de 2020. Segundo essa norma, cada identificador deve ser único e estar vinculado a uma única conta em uma instituição financeira.

A tentativa de ter a mesma chave Pix associada a duas contas diferentes causaria um colapso no sistema. Ficaria impossível para o sistema determinar para qual conta a transação deveria ser direcionada, causando falhas e impossibilitando a finalização da operação.

Para entender melhor, vamos utilizar uma metáfora. Imagine que você queira enviar uma carta para uma pessoa que possui dois endereços distintos, mas o envelope contém dois endereços diferentes.

Seria impossível para o carteiro saber em qual endereço entregar a carta. Da mesma forma, se você tentar realizar um pagamento via Pix usando uma chave que está associada a duas contas diferentes, o sistema não conseguirá determinar para qual conta o dinheiro deve ser enviado.

Ter a mesma chave Pix associada a duas contas diferentes poderia ter várias consequências negativas, incluindo:

  • Falha no processamento das transações
  • Retardamento nas operações de pagamento e transferência
  • Insegurança na destinação correta dos valores
  • Aumento no número de reclamações e disputas entre os usuários
  • Complicações na resolução de problemas com o Banco Central.

Por isso, é fundamental que cada chave Pix seja única e associada a apenas uma conta bancária.

Posso excluir chave de uma conta em banco?

Posso excluir chave de uma conta em banco?

Sim, é absolutamente possível excluir uma chave cadastrada em uma conta em um banco. Nenhuma chave Pix precisa ser permanente e, de fato, os mais de 138 milhões de usuários do sistema no Brasil têm a flexibilidade de gerenciar suas chaves da maneira que melhor lhes convém.

Para excluir uma chave Pix, o processo é bastante simples. Primeiro, você precisa acessar o aplicativo ou plataforma online que está usando para realizar suas transações.

Na maioria dos casos, haverá uma opção chamada “Gerenciar chaves” ou algo semelhante no menu. Para excluir uma chave, basta selecioná-la e, em seguida, clicar na opção “Excluir” ou “Remover chave”. Siga as instruções adicionais fornecidas pelo seu banco para concluir a exclusão.

Lembre-se de que, ao excluir um identificador, você não poderá mais receber pagamentos ou transferências usando essa chave específica. Se você quiser usar novamente essa mesma chave, será necessário registrá-la novamente.

Quantas chaves Pix eu posso ter por conta?

Quantas chaves Pix eu posso ter por conta?

Para cada conta bancária que você possui como Pessoa Física, é possível cadastrar até 5 chaves Pix diferentes, segundo o Banco Central. Caso você seja um proprietário de negócio e possua uma conta como Pessoa Jurídica, este número aumenta para 20 chaves.

Importante ressaltar, no entanto, que todos esses identificadores devem ser distintos para que não haja problemas quando alguém for pagar com Pix para você.

Independente da chave que escolher para a transação, todos os valores serão direcionados para a mesma conta bancária. Ou seja, mesmo com diferentes chaves, elas podem estar todas ligadas a uma única conta. Isso significa que não há uma melhor chave Pix para escolher. O ideal é ter todas.

Como saber se uma chave já está cadastrada?

Como saber se uma chave já está cadastrada?

Para evitar a situação de tentar cadastrar a mesma chave Pix em dois bancos, existe uma funcionalidade que permite ao usuário consultar Pix para saber quais identificadores já estão cadastrados em seu nome. Este recurso foi desenvolvido para facilitar o gerenciamento de suas chaves e evitar possíveis confusões ou erros.

Esse recurso é especialmente relevante ao considerarmos que o número de chaves já é o dobro da população brasileira, indicando que cada cidadão, em média, possui mais de uma chave cadastrada.

Nesse contexto, pode ser desafiador manter um controle preciso de onde e quais chaves estão atreladas ao seu nome. Portanto, a consulta surge como uma ferramenta indispensável para auxiliar nesse gerenciamento.

Quais chaves Pix eu devo cadastrar?

Quais chaves Pix eu devo cadastrar?

Vale ressaltar que não existe uma “melhor chave Pix”. A escolha da chave a ser cadastrada depende muito do perfil do usuário e de suas necessidades específicas. Assim, a recomendação geral seria cadastrar uma de cada tipo – CPF, telefone, e-mail e aleatória – para garantir versatilidade no uso do Pix.

Idealmente, é recomendável que o usuário tenha todos os tipos de chaves cadastradas em sua conta. Apesar da impossibilidade de cadastrar a mesma chave Pix em dois bancos, nada impede que o usuário tenha duas chaves de e-mail ou duas chaves de telefone cadastradas, desde que estejam vinculadas a contas distintas.

Considerando que o sistema já atingiu o marco de 124 milhões de transações em um único dia, a diversidade de chaves se torna uma grande vantagem para facilitar e agilizar as operações financeiras dos usuários.

Existe chave mais segura ou mais protegida?

Existe chave mais segura ou mais protegida?

Apesar da tentação em tentar cadastrar a mesma chave Pix em dois bancos diferentes, fique tranquilo: todas as chaves têm o mesmo padrão de segurança. Ou seja, independentemente do tipo de chave escolhido, você estará seguro.

No entanto, uma exceção vale ser mencionada: a chave aleatória. Essa opção oculta mais informações sobre o recebedor, sendo, portanto, mais adequada para transações com pessoas que você não conhece.

Pix é seguro e o sistema de chaves é apenas um dos elementos que contribuem para essa segurança.

Além disso, a segurança do Pix está ainda mais fortalecida com o uso de ferramentas como o Bloqueio Cautelar, que pode suspender uma transação por até 72 horas, e o Mecanismo Especial de Devolução, que facilita a devolução de valores em casos de fraudes ou falhas técnicas. Ou seja, o sistema foi pensado para proteger ao máximo os usuários e suas transações.

Qual a chave mais segura do PIX? | Não Caia Na Roubada

Existe chave com mais limite de transferência?

Existe chave com mais limite de transferência?

Independentemente do tipo de chave utilizada, todas elas possibilitam o mesmo limite de Pix. Portanto, o usuário não precisa tentar cadastrar a mesma chave Pix em dois bancos diferentes com a intenção de aumentar seus limites de transferência.

O Banco Central definiu limitações para as transações via Pix, que consistem em limites diários e mensais, bem como um limite noturno, que se aplica a partir das 20h ou 22h até às 6h.

Além disso, cada instituição financeira tem a liberdade de estabelecer um valor de limite para envios diários e mensais como padrão para todos os seus clientes.

A implementação dessas medidas de controle de limite veio como resposta ao crescimento massivo do uso do Pix, que recentemente registrou R$64,8 bilhões movimentados em um único dia, segundo o UOL. Evidenciando, assim, a importância do sistema na economia brasileira e a necessidade de manter as operações seguras e eficientes.

Conclusão

Entender as regras e peculiaridades do Pix é essencial para utilizar essa ferramenta da melhor maneira possível. Abordamos desde a impossibilidade de registrar a mesma chave em diferentes bancos até os diferentes limites de transação. A segurança do sistema também foi discutida para tranquilizar o usuário.

Nossa recomendação é que você gerencie suas chaves Pix com sabedoria e se familiarize com as ferramentas de segurança disponíveis. Utilize diferentes chaves para diferentes finalidades, mantendo o controle sobre seus identificadores e transações.

Por fim, lembre-se sempre: você não pode cadastrar a mesma chave Pix em dois bancos diferentes. Isso é uma medida de segurança projetada para manter a integridade e eficiência do sistema. Ao entender e aderir a essa regra, você ajuda a manter a segurança de suas próprias transações e a saúde do sistema como um todo.